A vitória iminente de Khadafi?

Segundo noticia o jornal Público as forças maioritariamente mercenárias contratadas pelo regime líbio, com o dinheiro do petróleo que nós pagámos, avançam passo a passo até ao bastião rebelde.

Mais uma vez as Nações Unidas mostram a sua ineficácia inerente (ao menos o comprador de magalhães não está no conselho de segurança…). Lentamente aprovam-se sanções que de nada ou pouco valem. Entretanto um ditador monstruoso (mas estiloso), em tempos apoiado pelo ocidente, bombardeia o próprio povo. Ou os países ricos do ocidente acordam e atiram a vergonha para trás das costas e agem, através da NATO ou então corremos o risco de Khadafi conseguir manter-se no poder, continuar a financiar terrorismo e desta vez sem sequer nos vender petróleo.

http://publico.pt/1484662

Um artigo interessante no Economist ligado a esta notícia.

“FAR be it from me to argue that the United States or NATO should be intervening in Libya to stop Muammar Qaddafi from crushing the rebels. But the fact that we’re not intervening is pretty telling, if you consider it in historical context. Had a broad-based citizen uprising against Mr Qaddafi broken out in 1999 or 2001, not only would there have been strong American political will for intervention, it would have been easy to put together an international alliance and perhaps even a UN mandate”

http://www.economist.com/blogs/democracyinamerica/2011/03/defence_spending_and_libya

Anúncios


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s